Presidente e tesoureiro do STICMU participam em São Paulo de Plenária Nacional de dirigentes da construção civil

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) realizou, em São Paulo, a Plenária Nacional das Entidades Sindicais da Construção Civil, Construção Pesada e em montagem Industrial, que teve  como tema l “A importância do setor para a economia e para o emprego e os desafios sindicais para a categoria”. O evento contou coma participação do presidente do STICMU, Jose Lacerda Sobrinho e do diretor de finanças da entidade , Wilson Pedro dos Santos .

Participaram do evento, iniciado na segunda-feira à noite, representantes de mais de 30 entidades da área da construção de Itapevi, Porto Alegre, Presidente Prudente, Goiânia, Belém, Altamira e região, Pará e Amapá, Poá, Carazinho, Encruzilhada do Sul, Barroso, Jaboatão dos Guararapes, Rio de Janeiro, Roraima, Campinas, Uberaba, Ipojuca, limeira e Navegantes.

Em sua exposição aos presentes , José Lacerda disse que é preciso ampliar a união dos dirigentes e atuação para enfrentar a precarização no setor da construção, que é um problema presente em quase todas as cidades do pais, ressaltando a necessidade de buscar implementar políticas que ajudem os dirigentes a enfrentar problemas como Trabalho por empreitada sem a devida regulamentação, a constante falta de segurança nos canteiros de obras, a falta de reconhecimento profissional, salientando a necessidade de se trabalhar pela regulamentação da profissão e sua valorização através de um plano de cargos e salarios bem definidos, plano de saúde, alimentação nos locais de trabalho dentre outros. Na oportunidade, discorreu ainda sobre necessidade de buscar a formação politica dos dirigentes sindicais visando melhorar a representação da categoria.  José Lacerda reafirmou ainda a necessiddade de  os dirigentes se organizarem a partir dos Estados fortalecendo a atuação da Central nestes e busque equacionamento dos problemas locais alinhando as direrizes nacionais  da UGT . Finalizando se colocou à disposição da coordenação nacional para ajudar na articulação das politicas e organização dos trabalhadores e da central em  Minas gerais e especialmente na região do triangulo mineiro e Alto Paranaíba.

O evento foi marcado pela eleição de Gelson Santana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (STICC) de Porto Alegre (RS) para a coordenação do grupo.

Gelson ressaltou que é preciso ampliar a atuação do setor para enfrentar, veementemente, a precarização no setor da construção, que é um problema presente em Porto Alegre, mas que se estende a diversas outras regiões brasileiras. “Temos que trabalhar para construir políticas que busquem atender as demandas do nosso setor”, explicou o coordenador do Secretariado.

Presente  evento, o presidente da UGT, Ricardo Patah,  a Central luta, incansavelmente, para avançar não só em relação aos direitos trabalhistas, mas também nos direitos sociais da população, por isso, discutir os temas ligados a organização da classe trabalhadora da construção, é fundamental para ampliar a unidade que existe no setor. “Nossos desafios são grandes, mas nossa solidariedade é maior”, diz Patah que completou: “Podemos pensar em fazer um caderno de clausulas anuais do setor da construção, independente da central que esse sindicato é filiado, pois o que precisamos é nos unir”.

302 Found

Found

The document has moved here.


Apache Server at www.companhiadamidia.com.br Port 80